Voltar ao topo

11 de novembro de 2009

ATRAS DE TODAS AS ESTRELAS

  ATRÁS DE TODAS AS ESTRELAS

Tenho os pés presos no chão
Crucificado nesta esfera
Se alguém me para numa esquina
É só prá saber de minhas terras.
Tente seguir comigo um destino
Sem dinheiro e sem rumo
Se tenho carro, religião ou futuro.
Traga-me no seu corpo
Me ajude a dividir o mundo
Dê-me sua mão, dê-me sua força
Venha para lutarmos juntos.
Atrás de todas as estrelas
Existe um ideal perdido
Um Cristo morto, renascido,
Condenado e absolvido.

Com meu terno espacial
Fujo dos males radioativos.
Venha conversar comigo todo o tempo
Antes que alguém se lembre
Que eu já nasci morrendo.
Traga-me no seu corpo
Me ajude a dividir o mundo
Dê-me sua mão, dê-me sua força
Venha para lutarmos juntos
Até que um dia
Meu corpo frio seja tudo




Nenhum comentário:

 
TOPO
©2007 Designer Eneida LovelyXml Por Templates e Acessorios